Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.fespsp.org.br/handle/123456789/154
Título: O feminismo na segurança internacional: o conflito palestino-israelense sob a lente da mulher palestina
Autor(es): Santos, Pamela Camarano Ferraz dos
Orientador(a): Castro, Suhayla Khalil Viana de
Palavras-chave: Palestina
segurança internacional
feminismo não-ocidental
mulheres e paz
Data do documento: 2021
Resumo: A presente monografia discute a atuação da mulher palestina nos conflitos que envolvem a Palestina e Israel e também os efeitos que o confronto incide sobre ela, principalmente a partir do Mandato Britânico na região. Após a Guerra Fria, dá-se início ao terceiro debate das Relações Internacionais, carregado de questionamentos sobre questões como identidade, igualdade e justiça, refutando a ideia de um conhecimento universal corroborado pelas escolas tradicionais. Nesse contexto, o gênero passa a ser considerado como importante viés de análise, inclusive em setores majoritariamente masculinos como o da Segurança Internacional. Diferentes autores que incorporam a lente feminista em seus estudos apontam a coexistência das relações de poder, tanto nos conflitos internacionais como também na forma de estudá-los. Concepções como a de que a mulher está sempre em posição de vítima que precisa ser protegida não cabem nesse quadro. Acima de tudo, essa nova lente busca transcender a visão dos impactos desses conflitos para além do Estado, focalizando sua relação direta com o âmbito doméstico. Aplicando tal perspectiva teórica, o presente trabalho argumenta que, para entender a atuação das mulheres palestinas nos conflitos da região, é necessário compreender mais profundamente sua identidade, costumes e como as violências que as permeiam em seu âmbito individual, doméstico e estatal estão correlacionadas e não podem ser desvinculadas para atingir-se um contexto de paz. Essas mulheres vêm se organizando há muitas décadas em movimentos que progressivamente evoluíram de comitês assistencialistas a nacionalismos e, por fim, deram origem aos diferentes feminismos palestinos, rompendo com as assim chamadas hipóteses ocidentais da mulher palestina exclusivamente subordinada e oprimida.
URI: https://repositorio.fespsp.org.br/fesp/handle/123456789/154
Aparece nas coleções:Pós-graduação

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.